Fachada de Vidro

0

Uma fachada de vidro é uma elegante alternativa para instalação em qualquer imóvel. Numa casa, a opção cria a sensação de amplitude do espaço e dá a moradores e visitantes a percepção de um local convidativo. Já para edifícios, uma fachada desse tipo transmite imponência, e dá a sensação de que, dentro daquele prédio, algo importante é realizado.

Tudo isso graças à beleza e versatilidade do vidro. O material pode, primeiro, ser translúcido, permitindo a visualização interna do imóvel. Se mais opaco, a estrutura cria borrões e certo mistério, tornando o ambiente mais elegante. As películas escuras, por sua vez, podem diminuir a incidência de luz no ambiente interno, sendo a opção mais acertada quando há incidência solar direta à parede do prédio.

Já as versões coloridas do vidro fazem do espaço um local mais moderno. Afinal, vidros coloridos ainda não são tão comuns, e por isso destacam o imóvel entre os demais. A aplicação de adesivos e mosaicos no vidro é igualmente interessante, principalmente considerando a possibilidade de personalização de acordo com o gosto dos moradores ou do dono do prédio.

“Modo de uso”

Uma bela fachada de vidro não precisa ser completamente feita do material. Isso significa que é uma alternativa interessante intercalar paredes de alvenaria e o vidro. Uma das aplicações preferidas do mercado é colocar vidro na sala de estar, mantendo todos os outros espaços com parede em alvenaria. Assim, logo ao chegar no imóvel, é possível um vislumbre dessa área de convívio, o que a torna mais convidativa.

Em empresas, costuma ser mais comum a aplicação em toda a parede frontal. Seja com um pele de vidro, formada por várias placas do material, ou então vitrines ou outra instalação.

Dessa forma, mais que uma boa ideia, é necessário um bom projeto. Isso significa inclusive contar com a consultoria de uma vidraçaria de qualidade, que poderá tornar realidade a ideia concebida pelo consumidor, da forma e com os materiais mais adequados.

Os vidros para a fachada de vidro

Os tipos de vidros a serem instalados, por exemplo, variam bastante. Na maior parte das vezes, são utilizados os chamados vidros de segurança, que possuem resistência cinco vezes maior que vidros comuns. Os vidros de segurança são peças como o vidro temperado, que passa pelo processo de têmpera. O têmpera é a aplicação de alta intensidade de calor e frio sobre o material, tornando-o mais “duro”.

Essa “dureza” do vidro temperado torna-o difícil de quebrar. Além disso, quando danificada a peça explode em pequenos fragmentos arredondados, diferentemente dos comuns cacos pontiagudos. Isso diminui a chance de ocorrência de acidentes, pois os fragmentos têm menor poder de corte.

Há também alternativas como o vidro laminado, multilaminado e vários outros. Estruturas com maior proteção solar são indicados para espaços de alta incidência de raios ultravioleta. Afinal, essa incidência pode tornar o ambiente interno mais quente e desconfortável.

De qualquer modo, o vidro é ótima alternativa quando o objetivo é melhorar a iluminação interna do imóvel. O material permite boa entrada da luz natural, e ajuda inclusive a diminuir os valores da conta de energia elétrica mensal.

Solicite seu orçamento





Leave A Reply

Your email address will not be published.